domingo, 30 de junho de 2013

Como abrir conta no exterior #Au pair

Oi meninas.

Assim que chegamos na casa da Host Family e começamos a receber nosso salário, é legal abrir uma conta bancária, pois a maior parte das HF's pagam em cheque.
Alguns aconselham você abrir conta no mesmo local onde sua HF tem conta, pois assim pode-se programar pra cair automático. Porém, se sua HF tem conta num banco não muito grande/ conhecido, isto pode ser um problema, pois caso você se mude pra outro local, pode não haver o banco que você abriu conta.

Eu peguei estas dicas com uma vlogueira, a Mari Honorato, que já foi Au pair nos EUA.

Alguns bancos pedem que você apresente, além de passaporte e DS 2019, um seguro social. Eu criei a minha no banco Chase pois lá não é necessário que haja seguro social. Além disto, um comprovante de residência é aconselhável levar. Na sua DS há o endereço de sua HF, provavelmente, mas caso não haja, leve a carta da agência que você usou pra tirar o visto.

Eu criei uma conta que tem taxa de manutenção de $12. Ela não me dá direito a cartão de crédito (apenas débito). Eu acho que Au pair nem pode ter cartão de crédito, devido ao salário ser baixo. O Chase oferece uma conta universitária isenta de custas, mas é só para quem tem de 18 a 24 anos (a velha aqui não pode fazer :(  )

Outro banco que aceita que se abra conta sem seguro social é o Bank of America. Eu gostei do Chase pois recebo em cheque e baixei um aplicativo no cel do próprio banco, onde você fotografa o cheque para que assim seja realizado o depósito.

Enfim... beijinhos!

quinta-feira, 27 de junho de 2013

Mala de Au pair: Tudo sobre malas

Este é um post que me pedem demais... rs. Aqui vou tentar resumir TUDO que é preciso saber a respeito de malas e suas regras.

Número 1: Você sabe qual a diferença entre mala despachada e mala de mão? A primeira é a que vai no porão do avião e a segunda vai junto com você, ou no compartimento acima de sua cabeça... ou no seu colo, ou nos seus pés.

Na mala despachada você deve colocar tudo, exceto:
*Ácidos
*Alvejantes
*Venenos
*Gás comprimido
*Explosivos
*Líquidos inflamáveis (ou seja, acetona NÃO PODE)
*Isqueiros
*Substâncias infecciosas
*Spray de pimenta
*Gases inflamáveis e gás comprimido

Você pode levar na mala despachada: Elementos cortantes (ou seja, alicate de unha pode), líquidos, géis e aerossóis (eles tem que ser levados na mala despachada, não podem ser na mala de mão).

Na mala de mão você deve levar umas mudas de roupa e coisas importantes, como laptops, câmeras, dinheiro, documentos importantes... Isto porque, infelizmente, existe o risco da sua mala despachada ser extraviada.

Quanto a Remédios, leve-os todo na mala despachada e se possível, com a receita médica. Eu trouxe:
*Remédio pra dor de cabeça
*Remédio pra cólica
*Remédio pra dor muscular
*Remédio pra resfriado
*Pomada cicatrizante
*Remédio pra infecção urinária (eu não trouxe porque nunca tenho, mas muitas Au pairs recomendam)
*Descongestionante nasal
*Anticoncepcional (também não trouxe, mas quem usa, é recomendável)

Se você quer levar algo pra comer, tipo biscoito ou até coisas como salgadinhos numa vasilha, coisas assim, só pode rolar na mala DESPACHADA.

É proibido levar líquidos na mala de mão. Inclusive pasta de dente. Mas se seu voo for pela TAM, eles dão uma mini escova e mini pasta de dentes pra você... Ah mas eu quero levar minha makeup pra chegar linda no treinamento. Calma, leve só o que não for liquido... se mesmo assim for impossível deixar de levar líquidos, saiba que estes devem ir em potinhos transparentes que não ultrapassem a medida de 100ml (o potinho) rs e em embalagem de ziploc.

Pela TAM eu podia levar 2 malas despachadas de 32kg e uma de mão de 7kg. O problema que quando eu fosse do treinamento pra casa da HF no final da semana, eu teria direito a levar apenas uma bagagem de mão. Como assim?
A companhia área que fez NYC (treinamento) >>> Denver (Casa da minha Host Family) só permitia isto, que por sinal foi a Delta. Eu tive que pagar $25 pela mala a ser despachada. Ainda sim, ela não podia pesar mais de 23kg.

Resumindo: por mais que a TAM tenha me permitido levar 2 malas de 32kg a serem despachadas, eu só trouxe uma de 23kg, porque já sabia que quando eu saísse de NYC pro Colorado teria que pagar por esta belezinha, independentemente de peso. Se passasse do peso, ainda teria que pagar o excesso :( (by the way, foi $25 por mala despachada, paguei no aeroporto, num caixa de auto atendimento, com o cartão VTM).

Mala de Au pair: Tudo sobre malas

Agora quanto a arrumação:

Eu coloquei na mala despachada por baixo as coisas que eu usaria por ultimo, ou seja: os presentes da minha Host Family e alguns dvds que trouxe... Este foi o fundo. Depois disto fui colocando calças e vestidos longos, coisas que não queria que fossem amassados abertos. Como nesta imagem abaixo:

Mala de Au pair: Tudo sobre malas em voos internacionais

Depois fui colocando outras roupas, tipo, camisas, saias, shorts, no meio. Assim, eu as dobrei normalmente e fui construindo pilhas. Estas pilhas coloquei no meio da mala e enrolei, tipo a imagem abaixo:


Nos buracos que sobraram fui enfiando troço... rsrs. Sempre que eu tinha uma ideia pra lugar pra algo, eu tentava manter esta coisa no lugar que pensei primeiro, pois não queria esquecer onde eu tinha colocado quando chegasse no treinamento.

Na tampa da mala por dentro, geralmente tem uma redezinha. Eu coloquei meus sapatos e meias lá. Também levei as calcinhas e sutiãs numa bolsinha de pano, e coloquei essa bolsinha de pano por dentro desta rede.

Aqui neste post tem as malas que levei.

Beijinhos, Thainá.

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Dia a dia

Hoje fiz um video mostrando algumas coisas do meu dia a dia... nada demais...
Estou me adaptando mais a cada dia, isto é bom. As vezes rola umas frustrações em certos aspectos, pois sinto estar indo pra frente, acontece algo, parece que retrocedi... mas ok, vou tentar me empenhar mais.

Hoje tirei umas fotos com as kids, tirei foto das montanhas... coisa que eu queria fazer a tempos, pois fico muito feliz em ter esta vista da minha casa, mesmo que tão tão distante... rs. É a coisa mar linda olhar e ver aquela paisagem...

Dia a dia de Au pair USA

Esta semana vieram mais 3 kids e o pai passar uns dias aqui... Amigos dos meus hosts... acredito que seja porque meu kido tá num treino, acampamento, sei lá, de basquete (eu acho). Gente, um monte de meninos junto é tenso... 10 minutos com eles me sinto 10 anos mais velha... kkkk Mas eles são legais... o mais novo é um fofo e engraçado... ficam me chamando de "little girl" o tempo todo (não sei de onde eles tiraram isto, porque de little eu não tenho nada... rs). Hoje ainda por cima me chamaram de little sexy girl (deve ser porque eles ouvem muito rap, hip hop... rs).

Beijos, Thainá.

domingo, 23 de junho de 2013

Coisas que mais estou sentindo falta do Brasil

Olá.
Certa vez estava vendo um programa de TV no qual o rapaz queria fazer uma surpresa pra sua namorada. Ambos moravam nos EUA, mas ela era italiana. Um grupo de gays que ajudou-o a montar a surpresa disse que tal surpresa deveria ser um jantar, pois quando nos mudamos pra outro país, a gente vai se adaptando aos poucos a nova realidade, mas o que mais demoramos a nos adaptar é a comida.
É verdade!
Tenho sentido muita falta de comida brasileira, arroz com feijão, comida comida sabe. Até os fast foods no Brasil são melhores... rs.

Sinto falta da simpatia brasileira...
Não que todos os americanos não sejam simpáticos, eles são, são mais educados até que os brasileiros (sempre dizem obrigada, de nada, por favor). Mas o brasileiro tem mais jeito com as palavras. O americano diz na tua cara qualquer coisa, ele é direto, e isto nem sempre é legal... Brasileiro faz de tudo pra não te magoar...

Coisas que mais estou sentindo falta do Brasil Au pair

Sinto falta do cavalheirismo brasileiro...
Novamente digo: sei que nem todos são assim, toda generalização é burra, mas a maioria dos americanos que noto nem ligam se a mulher está carregando peso ou não... ela que se vire... rs.

Sinto falta da minha família, é óbvio...
Hoje minha irmã me mandou um vídeo pelo Whatsapp do nosso cachorro Zeca... nossa, até chorei... sinto falta deles demais...

Sinto falta por fim da comida...
Aqui, lanche é biscoito, almoço é lanche, e a refeição mais importante é a janta. Quase sempre macarrão... :p Meus hosts são até bem saudáveis, então não tem refrigerante na casa. O suco é uó, então acabei passando a tomar água nas refeições. Quando saio e tomo um refri fico feliz por demais... rs.

Sinto muita falta de tomar refrigerante, de comer coxinha, joelho, pão de queijo... pão francês fresquinho pela manhã com mortadela e Toddy... rs. Arrozinho com feijão, frango ou peixe frito... amoooo <3

Beijinhos, Thainá.

sábado, 22 de junho de 2013

Resumo dos últimos dias

Ontem fiz duas semanas na casa da minha Host Family. Quando eu cheguei aqui, morta de cansaço, nunca mais irei esquecer deste dia. Eu querendo ser simpática, pois minha host mother e minha kid mais velha foram comigo, embora estivesse muito, muito, muito cansada e morrendo de vontade de tomar banho... rs. Quando cheguei no quarto pra tomar banho, a banheira estava entupida. Foda-se, fui tomar banho assim mesmo, estava desesperada... rs.

No dia seguinte ela me mostrou como era o serviço na casa e bateu um desespero. Era informação DEMAIS. Eu fiquei perdida. Não conseguia entender tudo... não por causa do inglês (isto pelo menos eu entendi legal), mas como ela queria as coisas arrumadas mesmo.
Hoje que tem duas semanas que estou aqui, minha vontade de sair correndo diminuiu e muito. No primeiro dia me senti tão perdida, tão inadequada e este local, que queria voltar pro Brasil. Agora não.


Esta adaptação é difícil. Eu não entendia como algumas pessoas diziam pra mim que não tinham coragem de sair do Brasil. Sim, eu achava que era a coisa mais fácil do mundo... rs. Mas não é. Aqui a gente está só. Eu dei sorte de ter conhecido uma pessoa muito bacana perto de onde moro, e ela tem me feito companhia, me apresentou Denver e tudo mais.

Outra coisa que passei a compreender é a dificuldade que algumas Au pairs tem em economizar dinheiro aqui. Talvez quem esteja lendo isto ache que estou dizendo isto possuída por algum espírito consumista, mas não é disto que estou falando. Acontece que a solidão é grande, e você MORA no seu trabalho, então, qualquer folguinha você quer sair de casa, e isto quase sempre é pago. Você paga gasolina, um lanche, um jantar... enfim...

Ontem uma amiga que conheci no treinamento me disse que vai passar o aniversário dela no Brasil, no final do ano. Vocês acreditam que até sonhei com isto? kkkk sonhei que ia passar uns dias no Brasil e chegando lá, ninguém demonstrava ter sentido falta de mim... kkk bobeira né... Eu não tenho coragem de passar dias no Brasil, pois tenho medo de ir e não querer mais voltar pros EUA... rs. O curioso que eu sempre achei que quando eu chegasse aqui, eu não ia querer voltar nunca mais pro Brasil, e agora acho o contrário. Não sei se é porque são os primeiros dias... enfim.

Eu cheguei a questionar minha capacidade. Uma outra amiga que fez treinamento comigo disse que a kid dela estava demorando a se adaptar a ela e por momentos ela pensou se isto realmente era pra ela. Nossa, definiu exatamente o que senti nos primeiros dias. Mas agora minhas kids já se adaptaram a mim... tenho quase certeza disto.

Outra coisa que aconteceu que me deixou de coração balançado foi este momento que o Brasil tem vivido de protestos. Um dos motivos de eu ter vindo pra cá foi a eterna insatisfação com meu país, principalmente no quesito profissional/ salarial. Não sou anti-Brasil, mas ficava puta com várias situações lá, e discordo de muita coisa inserida em nossa cultura. Vir para os EUA sempre esteve em meus planos, não somente a passeio, mas sim pra morar. Sempre temos aquela ilusão de que aqui a vida é mais fácil. E pra ser sincera, em muitos aspectos é. Mas agora o Brasil vivendo este momento, e o coração renascendo esperança de mudanças e melhorias, a vontade de voltar correndo ainda permanece, mas talvez, mais amena... rs. E fora a sensação de impotência diante disto tudo, que ao que me parece, tem sido bem grandioso.

Beijos, Thainá.

sexta-feira, 21 de junho de 2013

Meu Quarto de Au pair

Uma das coisas que mais despertam curiosidade nas futuras Au pairs é como será seu novo quarto. Isto talvez aconteça por conta de que a maioria, quando ainda está no Brasil, não tenha quarto nem banheiro próprio (eu me incluo nesta lista).

Desde que cheguei, meu quarto ainda não está do jeitinho que eu quero. Fiz uma folha de scrapbook linda com fotos de minha família, só falta uma moldura. Fui na Target hoje e não achei uma adequada. Quero colocar na parede, mas sem furá-la. Assim me sinto mais em casa...

Minha adaptação não foi das melhores, mas está melhor a cada dia. Como diria seu Madruga: Não há mal no trabalho, o mal é ter que trabalhar... rs. É muito difícil sair do conforto do seu lar onde você sabe onde tudo está, sabe todas as regras de convivência, e ir morar com desconhecidos...

Mas enfim, voltando a falar do quarto...

Eis aqui duas fotinhas dele:

Meu Quarto de Au pair no Colorado

Meu Quarto de Au pair

Fiz um vídeo mostrando ele melhor. Quem quiser assistir, clica aqui.

Beijinhos, Thainá.

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Primeiras comprinhas nos EUA

Fiz este vídeo pra compartilhar com vocês algumas comprinhas que realizei aqui nos USA, coisa muito esperada por quem vem pra cá, porque compras aqui parece parte de pacote turístico... nem preciso dizer que pirei né? huahuahaha... Acompanhem abaixo no vídeo:

terça-feira, 18 de junho de 2013

Final de semana em Denver

Este domingo fui pra Denver \o/

Minha host mother me deixou na estação de trem... É a uns 5 min dirigindo de distância de minha casa. De lá, peguei o trem e ele levou cerca de 40 min até a estação final em Denver. Em Denver, tem uns ônibus que circulam gratuitamente pela 16th avenida, que é a principal de lá, e você pode pegar ele nos pontos. Muito legal!

Au pair em Denver, CO


sábado, 15 de junho de 2013

Parker Days

Hoje eu fui com minha host mother e minha kid de 2 anos no Parker Days. É uma comemoração de não sei o que exatamente, mas pelo visto, ocorre todo ano na cidade, no sábado e no Domingo.


A primeira foto não tem nada a ver com o post. É só porque algumas pessoas ficaram curiosas sobre como estou fazendo pra me comunicar com minha família.
A maioria das host families dão um cel pra Au pair se comunicar com eles, com a HF. Ainda bem que trouxe meu celular do Brasil que é mais moderno que este... rs. Eu mando mensagens de graça pelo whatsapp pra minha irmã e me comunico com meus pais assim, por what e skype. Fica a dica: whatsapp funciona mesmo sem chip ;) O cel que minha HF me deu não faz chamadas internacionais... 

A segunda foto é da Parada do Parker Days. Achei tão fofa essa barraquinha de doce, mas não comi nada porque não sou muito chegada nestas porcarias. A terceira foto, umas barraquinhas de comércio que tinha na parada. A quarta foto é a entrada do parque de Parker.

A quinta foto foi na Target (loja amor eterno... rs). Saí da parade e minha mother me deixou lá pra comprar coisas que eu estava precisando... QUE PARAÍSO... kkkk :D Almocei pizza (ninguém merece, embora a pizza estava boa), e comprei estas coisitas. Quem me conhece sabe que amo e não vivo sem cosméticos... rs.

Fiz um video da Parada, mas infelizmente esqueci de levar minha câmera e as fotos e o video não ficaram muito legais. Quem quiser assistir, clica aqui.

Beijinhos, Thainá

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Chegada na Casa da Host Family

Olá gente, tudo bem? Acho que este é um dos posts mais aguardados... rs. Principalmente pelos meus parentes e amigos que tem me mandado milhões de mensagens no Facebook perguntando como tem sido desde a chegada na casa da minha HF.

Hoje faz uma semana que cheguei. Peguei um avião em NY que deveria sair de lá as 16:30h, mas devido ao mau tempo, só saiu as 19h. Foi foda, eu tava ultra cansada, fedida, queria chegar no Colorado o mais rápido possível, e acabei chegando muito tarde... Eu achei que ia ficar mega sem graça quando visse minha HF, mas foi de boa. Quem foi me buscar foi minha host mother e minha kid mais velha. Quando a vi me encantei: ela é linda, super doce, e tem me tratado como uma princesa. Ela tem 8 anos.

O Aeroporto de Denver é modernoso demais... tem um trem dentro do aeroporto... kkk fiquei meio perdida, mas enfim, cheguei na casa deles. Não me senti sem graça como eu achei que ficaria, mas também, não muito a vontade. Cheguei, ela me mostrou a casa, as kids, o host father, e eu fui tomar banho e dormir: eu tava um nojo... kkkk.

No dia seguinte acordei cedo e fui conhecer a rotina da casa e tudo mais. As kids me trataram bem, exceto minha menina de 2 anos que está demorando mais se adaptar a mim. Beleza, eu já meio que esperava por isto. A noite eles saíram e eu pedi pra ficar em casa sozinha pra terminar de arrumar minhas coisas: eu tava morta de cansaço, dormir foi tão bom... rs.

No domingo fomos a uma piscina pública que tem aqui em Parker, eles fizeram churrasco, depois fomos num restaurante com motivos bem regionais sabe, e lá estava uma grande parte da família da minha Host Mother. Foi legal... a comida, bem boinha... rs. Alias, estou tendo dificuldades pra me adaptar a comida daqui. Mas enfim...


A primeira foto é a minha rua, a vista do meu quarto... lindo né? Parecem casinhas de filmes... rs. A foto só não ficou melhor porque foi tirada com meu Ipobre.
A segunda é a vizinhança... mesmo estilo de casa... o céu aqui quase sempre tá esta lindeza... A terceira foto é a piscina que fui com meus hosts. Quem quiser pode ver um vídeo que fiz de lá aqui.
A quarta e as seguintes fotos são do local onde comemos a comida delícia...


Beijinhos, Thainá!

quinta-feira, 13 de junho de 2013

Dia dos Namorados no Brasil

Ontem foi dia dos namorados no Brasil. Eu nem lembrava disto. Primeiro porque aqui nos EUA e no resto do mundo, é celebrado dia 14 de Fevereiro. E também porque aqui eu não tenho muita noção de tempo. Hoje mesmo fiquei me perguntando se era Quarta ou Quinta-feira. É isto que dá não estudar, a gente esquece do tempo. Eu ainda não comecei meus cursos e pretendo começar algum de inglês o mais rápido possível, pra depois algum mais específico.

Eduardo me mandou uma mensagem, era 6h da manhã daqui e 9h do Brasil. Ai que saudades!!! Eu achava que quando viesse para os EUA ia querer ficar aqui pra sempre, mas não, to morrendo de saudades do Brasil, principalmente dele.


O Google colocou uma imagem super fofinha em homenagem ao Dia dos Namorados. Amei.

Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine.
E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.
E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.
O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece.
Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal;
Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade;
Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá;
Porque, em parte, conhecemos, e em parte profetizamos;
Mas, quando vier o que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado.
Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino.
Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido.
Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor. 
1 Coríntios 13:1-13

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Mais um pouco sobre o Treinamento e a ida pra NYC



Neste vídeo acima mostro um pouquinho da sala onde temos as aulas no treinamento. Nada demais, apenas para futuras lembranças. Sim, digo firme e forte que o treinamento é uma das melhores partes do programa, mesmo sendo super cansativo.



Já neste outro é só uma espiadinha na Disney Store, a loja que eu sempre quis conhecer :)

Beijinhos, Thainá.

terça-feira, 11 de junho de 2013

Grupos de Au pair no Facebook

Fiz este vídeo quando ainda estava no Brasil... E entrava em grupos de Au pairs todos os dias de ócio que antecederam meu embarque... kkkk :D



Beijos, Thainá.

segunda-feira, 10 de junho de 2013

Tour pra NYC em detalhes

NYC Tour - Cultural Care

Este post é pra esclarecer as dúvidas do pessoal que vai ser Au pair e assim como eu sempre sonhou em conhecer NYC.

NYC é sonho antigo, fato! Talvez a enxurrada de seriados e filmes que se passam na cidade tenha me influenciado neste sentido, de qualquer forma, sempre quis conhecer a Big Apple.

Quando eu soube que a Cultural Care disponibilizava um tour pela cidade quase morri do coração. Pensei: finalmente vou realizar meu sonho :D O problema é que fui pesquisar com outras Au pairs e várias me falaram mal do tour, diziam que não valia a pena.

NYC Tour - Cultural Care

O "Tour" funciona assim:
  • Ônibus que sai da escola de treinamento e leva pra cidade: $40
  • Ônibus que sai da escola de treinamento e leva pra cidade e além disto, faz o tour pelos locais famosos: $50 (não é $40 + $50, é apenas $10 de diferença)
  • Top of The Rock: $25 (é uma atração turística bem legal que você vai ao topo de um prédio e contempla uma vista privilegiada da cidade).
  • Obs: A CC não aceita cartão pra pagar isto, tem que sem em cash
  • Obs 2: Algumas Host Families compram este Tour pra presentear a Au pair. Se você der sorte, a sua comprará pra você. O pessoal da CC anuncia antes de começar a vender quem foram as sortudas.

Eu acho que o ônibus que somente leva só vale a pena pra quem já conhece NYC, pois ele deixa a pessoa bem longe de onde tem o "fervo". O Tour leva a gente para os locais famosos, como o Central Park, o Rockfeller Center, etc, mas nem dá pra curtir direito muito tempo pois temos pouco tempo pra curtir a cidade.

Com isto muitas meninas acabam achando que não vale a pena o Tour. Eu discordo!
Este momento é ÚNICO, pois você está curtindo com suas amigas do treinamento. Muitas delas, assim como eu, teve seu primeiro momento nos EUA, em NYC, então, dividir a realização deste sonho foi bom demais. As amizades que você faz no treinamento é tudo!

Tour por Nova Iorque Cultural Care

Felicidade é pouco pra definir o que senti... Só pensava em meus pais nesta hora. O melhor de tudo foi ler minha mãe postar em minhas fotos no Facebook que sentia orgulho de mim. Que sonho!!! :D

Então gente é isto. Fiz um vídeo mostrando a zuação no ônibus com os amigos que fiz e to morrendo de saudade. Você percebe que a diversão é garantida. Quem quiser ver, clica aqui.

Este outro vídeo abaixo é do Tour mesmo. Não reparem nos erros de português nem na música (foi só uma brincadeira). Realizar um sonho deixa a gente meio boba.... rs. Beijos!!! Pretendo voltar em NYC o mais rápido possível, com mais tempo e mais dinheiro... kkkkk

Tudo sobre a semana de Treinamento da Cultural Care

Oi pessoal. Tudo bem? Queria montar este post bem detalhadamente e o mais rápido possível pois ainda está fresco na minha mente... rs.
Antes de embarcar procurei várias informações sobre o treinamento da CC, pra ir bem preparada, e infelizmente não achei muita coisa. Então, espero que este post seja útil para as futuras Au pairs.

Semana de Treinamento da Cultural Care

Diferentemente de outras agências que o treinamento é num hotel chique, a Cultural Care tem o treinamento numa Universidade em Nova Iorque. Mas não se anime, é bem distante de NYC, não tem como ir pra lá durante o treinamento (a não ser que você esteja disposto a desembolsar uma nota alta de táxi, mesmo assim não vale a pena pois o treinamento tem curfew).

A gente chega lá na segunda-feira. Ao chegar no aeroporto uma pessoa da CC está te esperando com aquelas plaquinhas na mão. É super de boa. Você é levado ao treinamento e ao chegar uma pessoa (funcionário da CC chamados de Staff) te explica como as coisas funcionaram durante a semana. Fique calmo pois eles falam alto e bem pausadamente, entendem que muitos lá não entendem bem de inglês.

Você recebe um papel com a agenda da semana e deixa sua mala lá em baixo. Vou explicar: É altamente aconselhável que você leve as roupas e coisas que irá usar no treinamento numa mala (de mão, preferencialmente) e o resto de suas coisas em outra (que normalmente é a despachada no avião). Isto porque você vai ficar no 2º ou 3º andar da universidade, e não tem elevador.

Na 2ª feira, o dia que você chega, durante o dia você se "assenta", guarda suas coisas, descansa do voo, e a noite, as 19h tem uma "apresentação de boas vindas" com direito a pizza. O ruim que nem todos conseguem  chegar pra ver isto, pois é o dia todo chegando menina.

Na terça começam as aulas. O ritmo é muito puxado. O café da manhã é servido as 7h da manhã (que é opcional) e as aulas começam as 8h. Tem um intervalo de meia hora, um intervalo de uma hora pra almoçar, depois mais um intervalo de meia hora, e a aula vai até 18h.

Já na quarta é osso: as aulas começam as 8h da manhã e vão até 21h. O pior dia ever. Em compensação na Quinta-feira é o tour por Nova Iorque. Vou explicar como ele funciona em outro post.

Leve com você um adaptador de tomadas deste tipo:


As tomadas nos EUA são diferentes. Estes dois tipos de adaptadores da foto acima são os que servem aqui.

A escola de treinamento te disponibiliza despertador e secador de cabelo pra aluguel. Você paga $20 pra usar e no final da semana eles te devolvem os $20. Só dinheiro vivo, eles não aceitam nenhum tipo de cartão. Eu acho que não vale a pena pois nos banheiros há secadores de cabelo que você pode usar de graça, só não pode levar pro seu quarto (pois é grudado na parede) nem usar depois de 22h, pois é horário de silêncio. Eu levei minha chapinha e não me arrependi. Perto do treinamento há algumas lojinhas, mas lá não vende este tipo de coisa (pelo menos eu não vi). Fora que tudo em NY é mais caro, ou seja, espere chegar na sua cidade pra começar a comprar as coisas.

Lá tem wi-fi de boa, eu trouxe meu notebook e usava sempre pra falar com a família. Também tem computadores para as Au pairs que não tem notebook. Eu me comunicava com minha família por whatsapp, pois levei meu celular. Ai marcava um horário pra falar com eles no skype, mandar notícias e tals.

Não é necessário levar roupa de cama, nem toalhas. Tem cama pra todo mundo e lençóis, fronhas, dois travesseiros por cama e é tudo ok. Não tem o luxo dos treinamentos de outras agências, mas achei tudo bem digno. Se você for no inverno, durma longe dos aquecedores dos quartos. Eles esquentam demais. Alias, o 2º e 3º andar, que é onde dormimos, é todo super quente.

Leve cadeado para suas malas. Para TODAS as malas. Leve também um guarda chuva e uma bolsa, porque as aulas são no 1º andar e em outros prédios diferentes do que você dorme, então, você precisa carregar seus livros, canetas e tudo mais pra tudo que é lugar. Leve canetas!!!

Você não pode escolher o quarto onde irá dormir. Vão te colocar junto com meninas de outros países e que vão morar perto de onde você irá morar, pra você fazer amizade e também não ficar falando português o tempo todo.

A comida é grátis, mas há uma salinha no 1º andar onde você pode comprar gordices por $1, como kit kat, m&m's, etc. Eu só comprei um dia, porque a CC oferece sobremesa e é até gostosinha (diferentemente da comida que é uó do borogodó). A comida é grátis tá gente... rs.

Tudo sobre a semana de Treinamento da Cultural Care

Os colchões das camas são revestidos por plásticos pra facilitar a higienização. É chato pra dormir pois toda hora faz barulho, mas ninguém morre por causa disto. O colchão é bem mole (eu odeio).

Se você achar o quarto quente, abra a janela... não vai fazer frio com ela aberta, vai por mim. Mesmo!!!

Quando você for tomar banho abra a água até o fim pra esquentar. Espere um pouco porque demora um pouquinho. O banheiro é nojentinho, pois só há um ralo pra escoar água de todos, então, leve um chinelo de borracha, tipo havaiana.

A universidade é linda. Aproveite pra tirar muitas fotos, mas acorde cedo para isto. Lá demora a anoitecer, só anoitece mesmo lá para as 20h. Então dá pra tirar fotos depois das aulas, mas correndo. Eu acho que vale a pena acordar cedo pra fotografar uns momentos. Ou tente tirar fotos na Segunda, o dia que você chegar, pois teoricamente, é nele que você tem mais tempo.

Tudo sobre a semana de Treinamento da Cultural Care

Perto do treinamento é um caixa eletrônico do ATM. Ou seja, se você precisar sacar dinheiro é tranquilo. Enfim... minhas dicas foram esta. Curtam muito o treinamento que é uma semana MARAVILHOSA e inesquecível. Conhecer e se divertir com pessoas de outros países, outras culturas, é bom demais :D

Beijinhos, Thainá.

domingo, 9 de junho de 2013

Resumo dos últimos dias

Estes últimos dias foram bem puxados. Eu concluí a semana de treinamento, fiz o tão esperado Tour por NYC e por fim cá estou euzinha no Colorado. Foi MUITO cansativo tudo isto. Mas separei em partes o que eu quero compartilhar com vocês no sentido de utilidade pública para futuras Au pairs da CC mas também somente compartilhar por amizade, incentivo, curiosidade, enfim...

Pretendo fazer um post falando detalhadamente sobre o Treinamento, pois antes de ir eu cacei muito algo no estilo. Pretendo mostrar o Tour por NYC e claro, sobre a chegada na casa da HF.

Quem aqui acompanha peço desculpas por ainda não ter respondido as dúvidas, pois tem sido bem puxados os últimos dias. Beijos, Thainá.

quarta-feira, 5 de junho de 2013

2º Dia de Treinamento


Olá pessoas. Eu fico feliz em saber que depois que as pessoas começaram a perceber que eu realmente ia para os EUA, os verdadeiros demonstraram mais apoio que o normal. Agradeço a Deus todos os dias por ter estas pessoas na minha vida.

Vocês acreditam que estou teclando e pensando em inglês, português e espanhol ao mesmo tempo? És loco. kkkkk

Este segundo dia foi massa, porque apesar do cansaço, eu fiz mais amizades, estou aprendendo até um poquito spañol por osmose... kkkk I'm kidding



Então gente, é isto aí. Eu queria poder responder um por um, contar detalhadamente pra vocês um a um, mas é impossível. Beijos!

terça-feira, 4 de junho de 2013

Embarque e 1º Dia na St. John's University



Gente, fiz este vídeo com objetivo maior de mostrar pra meus amigos e familia como estou. Recebi dezenas de mensagens deles perguntando como foi a viagem, como está sendo aqui, então, fiz o vídeo. Estou horrorosa, eu sei, sem make, 10h de voo sem dormir direito, enfim, muito cansaço mas também com o gostinho do finalmente consegui! Beijos, Thainá.

sábado, 1 de junho de 2013

Despedida





Ontem foi minha despedida. Graças a Deus, sem chororo... rs.
Ganhei três presentes maravilhosos: um muito útil, um muito fofo, e um muito importante.

Minha prima Nanda me deu uma calça jeans que eu estava precisando muito. E ficou perfeita, um verdadeiro milagre... hahahaha.

Minha prima Flávia me deu uma camisa com a foto dos nossos amorinhos: Lorena e Davi. Amei de paixão, coloquei até na hora... hahahaha. O duro foi ver minha Lolô triste dizendo que ia conversar comigo pelo computador :(

E pra finalizar uma oração e uma imagem linda de São Miguel Arcanjo da minha prima Carla. Quem me conhece sabe que não sou religiosa, mas sabe o quanto respeito e admiro a igreja católica. Fiquei até feliz em saber que minha prima será Host family... :D Se eu estivesse no Brasil, também seria. Queria muito ir na JMJ.


Fiquei muito feliz pela presença de todos e de saber que apesar da inveja de alguns, ainda sim sou muito amada pela minha família e amigos.

Hoje minha mãe fez um bolo de chocolate. E lazanha. Fato é: chegarei obesa nos EUA... kkkkk. Tenho comido muito nestes dias prevendo a comida que vem pela frente... kkkk :D Deixa eu parar...


Enfim é isto. Ansiedade mil e aquela promessa de boas novas vem por aí... Fé em Deus e correr atrás sempre. Beijos, Thainá.