quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Zeca


Este é o meu cãozinho Zeca. Na verdade ele não é exatamente meu, é dos meus pais. Desde que minha antiga cachorrinha se foi, minha mãe dizia não querer mais animais de estimação, até meu pai aparecer com ele da rua.

Ele nasceu em Julho de 2012, não sei exatamente o dia, e não importa o tempo que passe: é sempre o nosso bebê 💝

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Assuntos aleatórios e auperianos

Olá...
Hoje vim para casa dos meus pais no Rio depois de passar um fim de semana com eles na praia. O fim de semana não começou bem pelo fato de estar meio sem teto estar afetando minha paciência. Espero que até o carnaval já tenhamos nos mudado.
Estas dificuldades da falta de teto e falta de emprego tem me causado pensamentos "auperianos". Confesso que a pouca oportunidade de emprego as vezes me faz querer voltar para os EUA... aqui parece que a vida lá é tão melhor... mas o que me faz desistir é lembrar que lá a vida aqui parece tão melhor...
Sinto falta dos preços praticados nos EUA, Target, Forever 21, CVS... Sinto falta do dia render como não rende aqui, pelo menos no verão... De poder viajar mesmo ganhando pouco, de cada dia viver algo diferente...
Enfim...

Desejo de coração que as que embarcam nesta aventura tenham mais sorte que eu e sejam muito feliz vivendo este sonho... :) 
A um tempo atrás postei um video sobre faculdade e mundo auperiano no YT... Algumas pessoas reclamaram do que eu disse que acho... meu Deus... é SOMENTE o que EU acho... não estou impondo nada a ninguém...

Quem quiser, confira abaixo:



A verdade que sempre acontecem fatos que me dão vontade de ir, aprendi que não posso dizer: Desta água não beberei, mas o futuro só depende de mim...

Beijos!!!!

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Sonho de consumo

Toda vez que vou ao mercado me deparo com esta loja linda de produtos pro lar e fico babando nesta banheira. Um dia comentei com o Eduardo e ele disse que acontece o mesmo com ele... huahaha... Sei que é um "sonho" bobo mas a gente não pode perder a capacidade de sonhar né? Uma vida sem metas, pra mim, não existe... e mesmo que seja distante, não é impossível. E mesmo que pra alguns seja bobagem, todo mundo tem suas prioridades.


Beijinhos, Thainá.