quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Outubro Rosa e Iniciativas.

Bom dia pessoal. Bem, vocês sabem o que é o Outubro Rosa? Aproveitei o início do 10º mês pra falar um pouco aqui e o que acho destas iniciativas.
A tempos atrás, nos EUA, o mês de outubro foi considerado o mês de mobilização para conscientização do câncer de mama. Em algumas cidades haviam e ainda há ações para isto e para arrecadação de doações que ajudem no tratamento de quem é diagnosticado. A cor rosa dá cara ao movimento já que em 1990, numa corrida pela cura realizada em NYC, uma fundação distribuiu laços cor de rosa para incentivar.
Estas informações eu achei na internet e qualquer pessoa interessada pode pesquisar mais sobre o assunto, pois há diversas fontes. E também sobre meios de ajudar... Porém, eu não conheço ninguém até hoje que tenha ajudado em algo :(

É mais cômodo pra mim simplesmente levantar do sofá e ir na igreja do meu bairro levar meia dúzia de roupas usadas pra doação. Ou levar 1kg de alimento não perecível ao corpo de bombeiros quando há um desastre na minha cidade. Confesso, não sou o melhor ser humano :( isto porque vejo poucos resultados nestas ações, no sentido de não vivencia-las.

Pode soar egoísmo da minha parte, mas não é, pelo contrário, estou admitindo um erro. Claro que eu queria viver num mundo onde todos se ajudam, mas não vivemos. E as vezes isto não acontece por maldade, e sim por comodidade. Exemplo disto é doar sangue. Eu nunca doei, até tenho vontade, mas a distância de onde recolhem até minha casa é grande. Chato isso... De minha parte!

Eu acredito em pequenas mudanças para gerar grandes. Penso que se no momento é difícil pra mim ter dinheiro pra ajudar alguém, alguma instituição, que eu ajude de outra forma. Uma simples visita, um simples telefone, pode mudar o dia de alguém. Já mencionei aqui o quanto sou adepta do "mude sua casa e sua vida primeiro, antes de tentar mudar o mundo". Isto acaba refletindo no meu modo de ajudar as pessoas. Por mais que digam que não há altruísmo nestas atitudes (e realmente quase não há), eu pouco me importo. O importante é ajudar o próximo e se sentir bem também, por que não? Como aquela velha história do "é tão bom presentear quanto ganhar presente". E é mesmo :) As vezes simplesmente ajudar a senhora idosa que mora na sua rua a carregar umas bolsas pode gerar algo incrível no universo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mensagens mal educadas não serão aceitas *