sexta-feira, 1 de julho de 2016

Violência Doméstica sem clichês

Continuando os textos sobre a Vida de Casada, quero registrar algo diante do que tem sido falado na TV. Vimos que a atriz Luiza Brunet sofreu uma grave agressão do marido e a única coisa boa nisto é que a mídia repercutindo, em certos momentos, ajuda outras mulheres a denunciarem também.

Paralelo a isto ocorreu o "ressuscitamento" de um vídeo antigo do Padre Fábio de Melo onde ele diz que o silêncio da vítima contribui para que a violência continue acontecendo. Neste caso específico, alguns grupos (de má fé) distorceram as palavras, acusando o padre de "culpar as mulheres por serem vítimas de maridos agressivos". Não foi nada disto.

A questão é: As mulheres PRECISAM denunciar seus agressores!! Isto é fato!! Enquanto elas são agredidas e ficam quietas, as agressões continuarão. Mas por que algumas mulheres não denunciam?

Muitas dependem financeiramente do marido e acham que não tem condições de ser independente deles, que talvez não arrumem emprego, etc. Algumas até tem bons empregos e vivem bem financeiramente, mas se sentem apegadas emocionalmente a estes homens. Em nenhum dos casos devemos julga-las porque em todos há uma baixa auto estima que contribui para que a mulher continue nessa posição de vítima. Isto é muito triste. 

Ocorrem casos em que a mulher até se encoraja para denunciar e dias depois se arrepende, volta com o marido e isto gera uma certa revolta por quem vê de fora. De certo modo entendo, mas é bom termos paciência. Como disse anteriormente, a mulher nestes casos está vulnerável e com a auto estima abalada, uma pessoa nessas condições não precisa de apontamentos e sim de apoio. Quanto mais ela se sentir amada e valorizada, mas coragem criará para se livrar deste relacionamento abusivo.

Este ano faz 10 anos de lei Maria da Penha, lembro bem, foi quando entrei na faculdade, e esta lei foi sancionada no dia do meu aniversário, por isso tenho um carinho por ela. Não sei se é burrice ou má fé, mas ainda existem homens que ficam questionando a existência da Lei Maria da Penha.

Só existe uma lei específica pra proteger a mulher vítima de agressão porque a mulher geralmente é mais fraca fisicamente que o homem. Só por isso. SÓ! Claro que existem exceções, mas a lei não trabalha com exceções. Existe uma matéria na faculdade de Direito chamada "Técnica Legislativa" e nela você aprende como e porque são criadas leis.

Agora, vamos ser sinceros: existem sim homens vítimas de violência doméstica. A maioria vira piada entre eles mesmos. A mulher está errada em agredir e o homem deveria sair do relacionamento. Uma relação que chegou ao ponto do homem apanhar da mulher é porque acabou o respeito. O contrário também. Relacionamento só é bom quando ele nos faz buscar o melhor que podemos ser.
Fiquem na paz!! Beijos, Thainá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mensagens mal educadas não serão aceitas *