sábado, 6 de agosto de 2016

Como convencer o marido a dividir as tarefas de casa?

Converso com diversas mulheres sobre a vida doméstica e uma grande reclamação entre elas é que o marido não faz nada dentro de casa. Muito disso ocorre pelo que mostrei aqui neste texto, que é a  ideia de que a mulher ser dona de casa acabar influenciando muito no comportamento do homem.

Acho injusto um homem não lavar nem um copo só porque trabalha fora e a mulher fica em casa pois dentro de casa ela também está ocupada, nenhuma dona de casa fica 100% a toa. Tem dias mais leves, mas no geral, todo dia tem serviço. Em contrapartida também acredito que se o homem ficou o dia todo pegando no pesado trabalhando, não custa nada a mulher arcar com a maior parte do serviço doméstico. O contrário também!

Estas coisas devem ser conversadas e acordadas, cada casal tem seu ritmo e muitos não se importam de fazer certas coisas. Então, o diálogo é a coisa mais importante a ser priorizada.

Mas Thainá, meu marido não conversa comigo, ele não me escuta, o que posso fazer? Primeiro defina o que gostaria que ele fizesse caso você sinta que entende melhor da dinâmica da casa que ele. Aqui por exemplo, meu marido divide as tarefas comigo, mas eu acabo determinando o que cada um fará porque entendo melhor essa dinâmica. Isto não é uma exclusividade da mulher como muitos pensam, é que a mulher desde cedo é condicionada a ser organizada tendo assim uma facilidade maior em questões de organização. Só que nem todas são assim: existem mulheres que não se identificam tanto com o padrão "dona de casa" assim como tem homens que são bem organizados. Em todos os casos precisa-se de uma certa organização por parte dos dois e geralmente uma parte do casal toma essa iniciativa: ótimo! Os problemas caseiros geralmente surgem quando nenhum dos dois tem organização alguma.

Organização na verdade não significa "perfeição". Se a maioria das coisas em sua casa tiver um local certo pra se guardar, ao acordarem e antes de dormirem vocês mantiverem a maioria em seus respectivos locais, isto já é um grande passo. Combine com seu marido que acordarão 30 minutos antes de iniciar suas atividades diárias pra dar aquela "geral" na casa (não estou falando de faxina), isto costuma funcionar bem. Também pode ser pela noite: 30 minutos antes de dormir dar aquela geral na casa.

Mas Thainá, nós não temos tempo! Bem, você pode deixar estas tarefas mais voltadas pro final de semana. Ainda sim seu problema é como convencer o maridão né?

Bem, ninguém é 100% igual, e por mais que os homens possuam características semelhantes, eles se diferem em algum detalhe. Você é a pessoa que o conhece melhor pois moram juntos, ou pelo menos você deveria conhecê-lo bem, já que são companheiros.

Os homens que não gostam de dividir as tarefas domésticas acreditam que esta é uma obrigação natural da mulher então a primeira coisa a fazer é conversar. Se isto não deu resultado, o que pode-se fazer é mostrar os malefícios desse pensamento. Se você começar a deixar de fazer coisas legais com ele porque está ocupada arrumando o que poderia ser feito em menos tempo com a ajuda dele, talvez ele sinta na pele as consequências de não dividir as tarefas da casa. A mulher que arca com tudo sozinha ficará impaciente, cansada, muitas vezes mal arrumada, e eles não costumam gostar disto. Mostre que ao ajuda-la estas coisas poderão diminuir ou não existir.

A verdade é que conversar muitas vezes não adianta nada, os homens que são folgados tendem a ignorar tudo, então, como convencer? Mostrando o quanto isto é negativo ao casamento de vocês. Existem outras questões que envolvem filhos, mas os pais são autoridades sobre eles e isto deveria ser mais fácil com a simples obediência: Vocês são os pais e eles são os filhos, isso não deve se confundir. O problema é conciliar obrigações para o marido, pra você e seus filhos. não é? Quando o marido pode, empurra o serviço para os filhos, o contrário também ocorre e nem sempre isso é justo. Cada família se conhece melhor do que ninguém e se você não tem essa sensação sobre seu companheiro, cabe refletir sobre este relacionamento. Se você não tem essa sensação sobre seus filhos, cabe tentar uma reaproximação. Família é assim, difícil de conviver, mas a proximidade facilita muito a convivência e o respeito.

Se você gostou deste texto, curta nossa página no Facebook e acompanhe 💗⇩

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mensagens mal educadas não serão aceitas *