quinta-feira, 18 de agosto de 2016

O Feminismo e a Dona de Casa

Já ouvi da boca de uma pessoa que preferia ficar em casa, cuidando do lar e do marido à trabalhar, maldizendo o movimento feminista por ter "tirado" isto dela.

Esta mesma pessoa tem um marido funcionário público que recebe uma boa remuneração, além da estabilidade. Poderia ficar o dia inteiro a toa, com um empregado doméstico realizando seus afazeres, logo, ela não fica em casa porque NÃO QUER! Nunca, nenhuma feminista proibiu uma mulher de ficar em casa e voltar-se somente a isto. Quem impede muitas mulheres de não trabalhar é o capital, que exige cada vez mais condições financeiras difíceis de se alcançar pra ter um mínimo de conforto nas nossas vidas.

Não sei porque associam o movimento feminista à obrigação de exercer-se atividade remunerada. Quem está desempregada não pode ser feminista? Feminismo é um movimento social em busca de equidade, é sobre libertação, é sobre igualdade, é assim que sempre foi e, embora tentem deturpar seu sentido muitas vezes, ele continuará sendo sempre.

Pode ser feminista e dona de casa?

Algumas pessoas alegam não precisar do feminismo, achar que hoje em dia, devido a tantas conquistas, não se faz mais necessário, porém, não abrem mão do que têm graças a ele. O machismo na nossa sociedade é tão presente que faz certas mulheres acreditarem que o movimento feminista é algo negativo pra nós, como se ser livre e independente fosse algo ruim.

Se você é dona de casa, você é muito bem vinda no feminismo, suas demandas são importantes. Todas as questões referentes a criação dos seus filhos, por exemplo, importam muito pra gente. Queremos que as donas de casas e/ou mamães não se excluam da vida social e dos espaços públicos. É importante pro feminismo entender as necessidades de uma mãe que deseja, por exemplo, fazer faculdade. É importante pro feminismo, por exemplo, investir-se em meios que tornem o transporte público melhor para quem anda com filhos pequenos. Como pode então uma dona de casa não ser feminista? Todas podem ser!!! E ainda que não se identifiquem, não se denominem, nós olhamos por você.

Nos primórdios de nossa sociedade era sim proibido à mulher o direito de trabalhar, mas nunca houve uma proibição ao direito de ser dona de casa, talvez seja por isto que muitas vezes esta demanda não apareça com tanta veemência nos discursos feministas. Mesmo assim, feministas não odeiam donas de casa, muitas de nós fomos criadas por uma, conhecemos suas dificuldades e queremos de tudo para tornar o ambiente melhor para que tenhamos mais liberdade de decidir.

E você, acha possível ser dona de casa e feminista ao mesmo tempo? Deixe sua opinião ;)


Se você gostou deste texto, curta nossa página no Facebook e acompanhe 💗⇩

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mensagens mal educadas não serão aceitas *