segunda-feira, 31 de julho de 2017

Estilo de Vida Minimalista

A um tempo atrás ouvi falar a palavra "minimalismo" e desde a época eu pressentia que seria algo a me agradar, mesmo sem saber exatamente do que se tratava. Depois que a Mandy Francesa do canal de mesmo nome começou a abordar este assunto eu tive certeza que nasci pra isto, hehe.

Fui uma jovem muito bagunceira quando morava na casa dos meus pais pois eu acreditava que "mais era mais", quando na verdade "mais é menos". Quando fiz 18 anos entrei na Faculdade de Direito e num dia de surto resolvi tacar um monte de coisas fora. Eram cadernos do colegial, brinquedos que a muito tempo não usava, besteiras que guardava como forma de lembrança sem a menor necessidade. Isso me ajudou me organizar pra faculdade e desde então passei a ser uma pessoa mais organizada.

Talvez você esteja lendo isto na esperança de se tornar alguém organizado e procurando soluções, mas a verdade que não passei por um processo, foi num dia de "surto" que me livrei de tudo de inútil e mantive assim até os dias de hoje. Sério, eu nem cheguei a pensar muito a respeito, simplesmente fiz.

Pra ser uma pessoa organizada você precisa desapegar de muitas coisas e entender que nem sempre organização = praticidade: você precisa facilitar as coisas pro seu dia a dia, não adianta criar esquemas que vão tomar seu tempo e paciência pois um dia cansará.

Após se livrar da tralha que não usa, crie rotinas de organização, como tentar acordar 30 minutos mais cedo pra arrumar a cama e lavar as louças antes de sair pra trabalhar (se você achar que vale a pena, é claro!). Não precisa ser exatamente isto que mencionei, sua casa e sua família que mostrarão o que de relevante precisa ser feito em primeiro plano.

O minimalismo consiste em manter somente o que precisamos mesmo. Uma casa cheia de coisas torna-se um ambiente menor e as chances de perdermos as coisas e não acharmos mais é altíssima. Torna-se um local que, por mais organizado que esteja, parece sempre bagunçado e sujo. Se livrar de certas coisas é um bem que você pode fazer a si mesmo e a quem convive contigo.

O trabalho de prevenção também é importante: evite comprar coisas pra "embelezar" a casa, coisas que você já tenha, principalmente as que você tem e não usa. Também evite coisas que não vão combinar com o que você já tem em casa, estes são alguns pilares do minimalismo.

Já assisti vídeos mostrando que em alguns locais da Europa nórdica (coincidentemente os países com melhor qualidade de vida) já se vivem assim. As pessoas desapegaram não somente de bens materiais mas também de redes sociais ou qualquer coisa que possa ser nociva a nossa mente. Este trabalho também é importante pro nosso interior pois somos o que vivemos, não o que temos.

Conheça um pouco mais do estilo de vida minimalista, você vai sentir como é bom viver assim, super vale a pena. Beijinhos, Thainá.

Se você gostou deste texto, curta nossa página no Facebook e acompanhe 💗⇩

segunda-feira, 24 de julho de 2017

Final de Semana em Miguel Pereira - RJ/ Pousada Coração Verde

Este fim de semana eu iria viajar com meus pais, acordei cedo no sábado e meu pai decidiu não ir mais: inadmissível é acordar cedo nas férias e não fazer nada - cismei que tinha que ir para algum lugar huahaha.

A um tempo eu já queria ir em Miguel Pereira aqui no Rio por ser um destino turístico acessível financeiramente e próximo a onde moro. A cidade é pacata, bonitinha, simples, tem opções acessíveis e dá pra fazer um turismo leve, mas infelizmente é mais voltada pra quem vai de carro, já que seus pontos turísticos são um pouco distantes.

Demos sorte de estar rolando uma festa na cidade, a ExpoGaúcha, e assim tivemos algo diferente pra curtir, mas no geral ficamos mais curtindo a Pousada que nos hospedamos.

Pousada Coração Verde - Miguel Pereira, RJ é boa
Pousada Coração Verde - Miguel Pereira, RJ

A Pousada Coração Verde é uma delícia!! A princípio ficamos assustados com a rua que dá acesso a ela, pois é uma ruazinha péssima, cheia de buracos e muito íngreme (fomos de carro). Sério, a rua é péssima!! Mas é um trecho bem curto (menos de 1km) e pra quem vai a pé tem uma saída pela parte de baixo da pousada, não precisa subir aquela sofrência toda.

Os donos da pousada são extremamente gentis e carismáticos, eles se ofereceram pra nos buscar na rodoviária (caso fossemos de ônibus) e, se não pudessem nos buscar no momento em que chegássemos, têm um contato de um taxista que trabalha com eles que também usamos do serviço e nos foi muito gentil.

Pousada Coração Verde Miguel Pereira Rio de Janeiro
Vista da Piscina

A Pousada é linda, com uma vista incrível com muito verde, piscina, quartos simples mas confortáveis e tudo bem arrumadinho e higiênico. Nós ficamos na suíte "Azulão" e ela é espaçosa pois é para pessoas com deficiência. Não tem Wifi nos quartos mas no salão de área comum (onde realizamos nossas refeições) tem conexão de ótima qualidade disponível.

Foi-nos cobrado o valor de R$210,00 a diária no fim de semana, lembrando que estamos de férias escolares, logo, é considerado alta temporada. Talvez em dias durante a semana fora da alta temporada seja mais barato. Vale a pena ficar pesquisando em sites como o Booking ou Trip Advisor, que, alias, os premiou com selo de excelência (ponto pra pousada). A suíte de luxo com banheira e cama king era R$320,00 a diária. Os donos são muito gente boa, talvez conversando possam chegar a um acordo que seja razoável para ambos.


Caso você queira ir de ônibus há uma linha que sai da Rodoviária Novo Rio cuja passagem até Miguel Pereira custa cerca de R$33,00 (não sei ao certo). Da rodoviária até a pousada é perto mas para quem está com malas vale mais a pena pegar um táxi (em média R$12,00 a corrida).

Também há a opção de ir de trem até a estação de Japeri e lá pegar um ônibus para Miguel Pereira pois assim fica mais econômico: R$11,75 a passagem, também deixa na rodoviária.

O café da manhã é ótimo, só coisa gostosa e caseira, eu e o Eduardo fomos os primeiros a comer pois acordamos cedo e nos sentimos num palácio. As funcionárias da cozinha são atenciosas e capricharam demais!! Maravilhoso comer com uma vista incrível... manhã perfeita 💗

Pousada Coração Verde - Café da Manhã

Pousada Coração Verde - Café da Manhã

Enfim, espero que tenham gostado da resenha sobre a Pousada Coração Verde e espero voltar lá o mais breve possível!! Beijos, Thainá.

Curta nossa página no Facebook e acompanhe 💗⇩

domingo, 2 de julho de 2017

Apreciando coisas de antes

Este fim de semana eu fiz um passeio até Petrópolis, cidade aqui do Rio de Janeiro, e quanto mais velha a gente fica, mais começamos ver coisas que na juventude não vemos.
Eu já tinha ido à Petrópolis duas vezes antes (uma com 12 e uma com 15 anos de idade) e parece que só ontem eu conheci aquela cidade de verdade. Lembro que até quando me perguntavam se eu conhecia, eu dizia que já tinha ido mas não lembrava de nada: é verdade, eu não lembrava quase nada 😦

Acho que quando a gente é jovem temos outras prioridades (a maioria não são importantes) e passamos os momentos com a cabeça em outros. Mas isto não é uma exclusividade da juventude: também ocorre comigo muitas vezes de, ao invés de curtir o programa que estou fazendo, ficar pensando em compromissos, contas, problemas pra resolver 😞

Eu acho muito triste porque a vida passa e a gente se lamenta de não ter curtido aquele momento quando ocorreu... eu mesma já tinha feita uma postagem a uns anos atrás, no início do blog, dizendo que eu não estava curtindo minha vida, que só pensava na chegada, e não no caminho.

Eu tive uma experiência assim durante a faculdade de Direito, no ano de 2006 à 2012. Na época que estudei eu não curtia o aprendizado, não curtia direito as amizades, eu só pensava em me formar e acreditava que quando isto acontecesse minha vida estaria realizada. Hoje vejo e sinto que as coisas não devam ser assim, mas será que alguém aí pode me ensinar a colocar isso em prática?

As pessoas que não se preocupam tanto são mais felizes, tenho quase certeza disto, elas não envelhecem, não criam "rugas", tudo que é ouvido entra por um e sai pelo outro... muitas vezes sinto "inveja" disso... A nossa pressão por emprego, dinheiro, vida social abastada... é tão cansativo 🙁

Claro que curto certos momentos e me divirto também... mas tenho a sensação que é pouco... vocês também tem? Só sei que a chegada aos trinta está me fazendo apreciar coisas que antes eu não apreciava, como um momento em família ou um passeio pra perto. Só tenho a sensação que ainda é pouco... ou eu busco mais ou supero isto...