quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Não tente abraçar o mundo

Quando mais jovem ouvia essa expressão, "abraçar o mundo", e não dava devida importância porque o lazer e o descanso eram prioridades na minha vida... huahaha. Mas agora aos 30 anos noto como o tempo passa rápido e deve ser aproveitado sem ócio e com muita utilidade (eu acho). 

Sei da importância de reservarmos um tempo pra ficar a toa, mas prefiro dedicar esse tempo a mim, minha casa e minha família. Cheguei ao ponto de passar por cima de problemas de saúde pra trabalhar, estudar, resolver minhas responsabilidades, e olhando pra trás era justamente o contrário que fazia: fingia estar doente pra matar aula... hahahha.

Brincadeiras a parte, minha mãe nunca permitiu faltar uma aulinha sequer e não fui do tipo que matava aulas ou mentia sobre isto, mas hoje eu tento (sem sucesso, é óbvio) abraçar o mundo. Fico com tantos projetos on e offline que fica difícil me decidir o que é prioridade.

Não estou postando pra indicar nada, pelo contrário, estou realmente nessa dúvida e se alguém puder me ajudar, agradeço e explico melhor!! Beijos, Thainá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mensagens mal educadas não serão aceitas *